Testando seus ePUBs: Calibre Content Server

Márcio Duarte, em 01/05/2012. Categoria: Dicas, Laboratório do eBook 8

Atualização (21/01/2013): o app Calibre Companion facilita um pouco esse processo. Saiba mais

Apesar da maior parte dos dispositivos e aplicativos de leitura de livros digitais se basearem em apenas dois motores de renderização de eBooks, – Webkit e Adobe Reader Mobile SDK – não é raro encontrar variações na interpretação do código entre os programas que usam o mesmo motor, principalmente em livros com formatação mais complexa, simplesmente por que há diferentes versões e implementações desses engines. Na prática, testar o seu ePUB para garantir a ele o título de “livro multiplataforma” acaba indo além de validá-lo somente no iBooks (Webkit) ou no Adobe Digital Editions (RMSDK), dois dos maiores representantes dos referidos motores. É recomendável testá-lo também em outros programas e aparelhos de leitura, um processo que, geralmente, leva tempo e, na grande maioria dos casos, não conta com ferramentas especializadas para isso (Nota: em breve um post sobre quais eReaders e aplicativos são mais recomendados para testar seus eBooks).

Sem fios!

No caso dos eReaders com tela e-ink, as opções padrão se limitam a conectar o dispositivo ao desktop via USB para ter acesso ao espaço de armazenagem interno e só então copiar o seu livro para a pasta correspondente, de forma direta, via sistema, ou com a ajuda de outro programa, como o ADE, em um processo conhecido como sideloading. Para visualizar se a sua alteração no código foi bem sucedida, é necessário ejetar esse volume interno e, só então, atualizar a biblioteca do dispositivo… isso para cada dispositivo de teste. Executar uma tarefa como essa repetidas vezes, ao longo de semanas, não é nada produtivo.

Mas no caso de tablets e smartphones, há mais flexibilidade no processo de sideloading, que pode ser feito via Wi-Fi ou mesmo remotamente, pela web. Nesta série de artigos, veremos quais são as principais opções para testar seus livros com mais eficiência nas principais plataformas do mercado, suas vantagens e desvantagens, começando pelo…

Calibre Content Server

O Calibre, velho conhecido gerenciador de livros digitais para múltiplas plataformas, pode ser usado como um servidor de arquivos particular, baseado no sistema OPDS (Open Publication Distribution System) que é muito útil para testar seus livros diretamente via Wi-Fi, ou via web, nos programas que suportam o OPDS, como o Aldiko e o Moon+ (veja uma lista completa de programas que “conversam” com o Calibre). Assim, você pode simplesmente arrastar seu livro para a janela do Calibre e ele estará disponível diretamente na interface de adição de bibliotecas do programa de leitura do seu gadget Android que tenha acesso sem fio. Há outras opções para carregar arquivos remotamente, mas nenhuma oferece uma solução tão universal, especificamente voltada a eBooks como o servidor OPDS.

Biblioteca do Calibre e a interface do servidor de livros

Figura 1: Biblioteca do Calibre e a interface do servidor de livros

Mesmo nos dispositivos iOS (iPhone, iPad, iPod Touch), o servidor interno do Calibre é uma alternativa para carregar seus livros mais rapidamente nos programas de leitura sem conectar o dispositivo via USB. Abrindo o endereço do servidor do Calibre no Safari Mobile, é possível escolher em que aplicativo deseja abrir o arquivo ePUB: um recurso nativo do sistema da Apple.

Abrindo o servidor do Calibre pelo Safari Mobile, no iPad

Figura 2: Abrindo o servidor do Calibre pelo Safari Mobile, no iPad

Vantagens

  • Funcionalidade grátis e multiplataforma;
  • Atualização sem fios: é mais flexível que o sideloading tradicional via USB, permitindo que possa ser usado em vários aparelhos ao mesmo tempo;
  • Funciona com os aplicativos de leitura também no emulador do Android, caso você não tenha um dispositivo real (mais sobre isso, em um próximo artigo);
  • A solução mais universal para testar seus livros nos aplicativos de ePUB do Android (e em alguns eReaders também);
  • Pode ser usado também para criar a sua biblioteca pessoal na nuvem.

Desvantagens

  • Não é uma solução criada especificamente para produtores de eBooks, como o Book Proofer da Apple é para o aplicativo iBooks (iOS). Nele, o livro pode ser editado sem envio para a biblioteca e atualização no eReader, todo o processo é feito pelo aplicativo, que atualiza constantemente o iBooks a cada alteração. Mas como o Calibre não foi criado com essa finalidade, não há muita esperança nesse sentido.

Como usar

1º passo: no Calibre, vá até o menu “Preferências > Preferências” e clique na opção “Compartilhando pela rede”. Verifique as configurações e ative o servidor no botão “Iniciar servidor”.

Janela de preferências do Calibre

Figura 3: Janela de preferências do Calibre

2º passo: adicione o seu livro à biblioteca do Calibre;

3º passo: ainda no computador, verifique o seu número IP na rede local (saiba como encontrar o seu IP no Windows e no Mac).

Janela de rede nas preferências do sistema do Mac

Figura 4 : Janela de rede nas preferências do sistema do Mac

4º passo: abra o programa de leitura desejado (Aldiko, Moon+, FBReader etc) no seu dispositivo (tablet, smartphone) e localize a função para adicionar um novo catálogo. No Aldiko, por exemplo, clique no ícone de carrinho de compras, depois do botão do aparelho e em “Meus catálogos”. Clicando no botão “+” você adiciona um novo catálogo. Insira um nome para o seu catálogo e o seu IP, seguido da porta especificada nas preferências do Calibre. Um exemplo: 192.168.1.20:8080 (o valor após os dois pontos é o número da porta).

Inserção do endereço do servidor. À esquerda, no app Moon+, à direita, no Aldiko

Figura 5: Inserção do endereço do servidor. À esquerda, no app Moon+, à direita, no Aldiko

Abrindo o link para o servidor você encontrará todos os livros no catálogo do Calibre que estão no seu desktop. De lá você pode adicionar livro à biblioteca do aplicativo.

 Interface do catálogo no Moon+ e no Aldiko

Figura 6: Interface do catálogo no Moon+ e no Aldiko, com todos os livros da biblioteca criada no desktop

5º passo: Para visualizar no eReader as alterações no código do seu livro feitas a partir do desktop, adicione o livro novamente à biblioteca do Calibre e atualize o catálogo do aplicativo de leitura (clique no botão voltar do seu dispositivo e abra novamente o link).

Não há dúvidas que esse processo está longe do ideal. Testar livros nos ereaders, tablets ou smartphones ainda é um processo pouco eficiente, mas a solução oferecida pelo Calibre já auxilia nessa etapa. No próximo artigo da série, veremos como uma abordagem alternativa para testar seus livros durante o desenvolvimento: pela dobradinha Wi-Fi/FTP.

Atualização (21/01/2013): O desenvolvedor do Calibre lançou um aplicativo (Calibre Companion, pago, só para Android) para facilitar o gerenciamento de livros da sua biblioteca que pode ser usado para reduzir os passos para testar seus livros nos dispositivos Android. Em vez de abrir o servidor de arquivos do Calibre em cada app de leitura para atualizar o livro, como explicado neste artigo, o app oferece uma interface única, via WiFi, para carregar o seu livro em qualquer programa de leitura instalado no seu dispositivo Android (figura 7). Se você precisa realizar essa tarefa muitas vezes no Android, vale o preço.

Calibre Companion

Figura 7: Interface do Calibre Companion para carregamento de eBooks para os apps de leitura.

8 comentários

  1. Crie sua própria nuvem de livros com Calibre | Livros.ws
    24/08/2014

    [...] Duarte do Pagelab [...]

    Responder
  2. Maria Elisa
    27/09/2013

    Tenho o programa calibre instalado, mas não consigo atualização das listas dos livros. Aparace a mensagem pegar atualização, eu clico nela mas não atualiza nada, continuam os mesmos livros.
    Pode me ajudar?

    Grata

    Responder
    • Márcio Duarte
      11/11/2013

      Olá Maria Elisa,

      É difícil saber à distância, recomendo que entre em contato com o desenvolvedor do Calibre.

      Responder
  3. roberto
    19/09/2013

    voltando. Fiquei mexendo depois da primeira msg. parece que o meu problema é mesmo a conexão.tentei vários endereços de ip. 192.168.0.1 ou outros que tem na tv smart e nada. a porta do ip coloquei já 1, 2 , 3 e até 4. Mas, acho que é questão do ip. como resolver? obrigado, roberto

    Responder
  4. roberto
    19/09/2013

    comprei para o meu tablet o calibre companion. Primeiro problema . Veio versão em ingles. segundo, não consigo conectá-lo. vou em connect e surge: as wirelles device (não traduzo ingles) e to content server. no primeiro, qdo entro pede oi ip e a porta do ip. O ip tudo bem. já coloquei porta 1, 2, 3 e nada. não consigo conectar e usar o aplicativo(google play). o meu tablet é motorla x2 edition. onde estou errando. tem versão em portugues? que fazer? obrigado, bom dia, roberto

    Responder
    • Márcio Duarte
      11/11/2013

      Roberto, infelizmente não tenho como ajudá-lo no seu caso. Há muitos fatores envolvidos, pode ser alguma configuração da sua rede wifi ou no aparelho.

      Responder
  5. João Damasceno
    19/08/2013

    Olá, bom dia. Tem como criar as “prateleiras” a serem utilizadas no Kobo a partir do Calibre? Digo isso porque sempre que eu envio livros pro meu e-reader (Kobo) ele não vai para pastas específicas e sim fica tudo bagunçado onde tenho que organizar um por um cada livro. E outra observação; renomeio todos os meus livros no Calibre, e depois quando vou ler esses livros no Kobo eles estão com caracteres estranhos (não reconhecem acentuação gráfica) e os nomes dos autores que eu havia colocado não estão mais lá… !!! Você sabe como corrigir isso?

    Responder

Deixe o seu comentário